De volta ao Brasil e no Rio de Janeiro.

Depois de uma viajem muito boa de Lisboa para o Rio de Janeiro,

cheguei pelas 16 horas uma hora atrasado devido a termos partido com esse atraso, porque uma passageiro não apareceu e foi necessário retirar a sua mala, uma vez que não podem seguir malas sem dono.

Mais uma ve, me encontro nesta linda terra, que os portugueses deram o nome de Santa Cruz, e depois Brasil como è conhecida.

Para mim tudo e conhecido, quem já esteve nesta terra dezenas de vezes, o que me surpreende são os preços cada vez mais altos, estando neste momento ao nível dos da Europa da CEE, mas os empregados ganham muito pouco.

Fui visitar os amigos que conheço há muito tempo e quase todos falaram da crise que atravessa Portugal, coisa que eles já conheceram muitas vezes.

O tempo esta nublado, e não propicio a fazer aquelas fotos que todos gostam, mas espero que mude, e aqui trarei lindas e maravilhosas fotos.

Por aqui passaram muitos conterrâneos nossos, embora a maioria deles foi para São Paulo, cidade industrial e o motor deste pais, do futebol e do samba e das mulheres bonitas, e muito mais coisas boas que existem por aqui.

Os emigrantes de Remondes foram quase todos para outras paragens deste Pa­is, o emigrante que eu conheça que veio para o Brasil antes de 1900 era o José Brasileiro, também conhecido por Boa tarde! Morava numa casa que era junto da casa de Tereza Pascoal, conhecida por Teresa Carpinteira, lhe vindo esse apelido devido ao seu pai Norberto Pires e não Pardal como muita gente pensa, que depois foi comprada pela família Baptista Cordeiro, era pai de uma rapariga chamada de Elvira, perdurando esse nome num olival na costa, junto à descida do caminho do rebolal, que pertence hoje, aos herdeiros de senhora Maria Guerra conhecida em Remondes, por Aprija

Este senhor Goze Brasileiro esteve duas vezes no Brasil, uma antes de 1900, e a ultima vez por volta de 1944, não voltando a Remondes tendo morrido aqui.

A primeira vez que estive aqui nesta cidade, tudo era diferente, e vejam só, encontrei um jovem que era guardião do Cristo Rei, natural de Santiago.

Aqui esta começando a Primavera e tudo esta cheio de flores, na santa terrinha, parece que a chuva esta chegando bem que precisamos dela.

Aqui tudo jóia o tempo passa bem, eu já tinha esta viajem há muito programada espero gostem das minhas noticias.

A.B.Cordeiro

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

fifteen + fourteen =