Em tempos que ja la vão,houve uma ponte…

 

 

                                                     As Pontes da nossa terra.

 no sitio chamado de ponte velha, onde podem ser ainda vistos hoje restos de cal e muralhas que suportavam a estrutura de madeira de que era construída a ponte.

Não existem documentos que nos digam com certeza a data da sua construção, mas deve ser muito antiga e deve ter sido antes de 1200.

Podem ainda hoje observados os restos de cal dos suportes da ponte e que dizem foi levada pela correnteza e reconstruída varias vezes.

Vários anos se passaram e sendo esta obsoleta era necessário a construção de uma ponte que suprisse as necessidades das populações desta parte do reino de Portugal.

Foi posta em arrematação uma ponte a construir no Rio Sabor, em 1611 no termo de Remondes conforme documento que a seguir se transcreve.

Eu El Rey faço saber aos que este alvará virem que avendo respeito ao que polla petição atras escrita me enviarão pedir os officiais da câmara da vila de Mogadouro, e vista a ymformação que se ouve do provedor da comarca da cidade de Miranda,porque constou que , pomdosse em pregão de novo a obra da pomte que se hade fazer na Rio Sabor, não ouve quem quizesse aceitar nem lançar nela em menos comtia que doze mil cruzados, que são mais três mil que

dos nove em que polla mynha provisão que para ysso mandey passar a vinte seis de Outubro do ano de mil e quinhentos e noventa e hum. 26-10-1591

Foi arrematada a officiais que sam já felecidos, sem ategora se por em effeyto a obra da dita

pomte semdo tão necessária, a que os ditos três mil cruzados que acrecião da dita arrematação dos nove mil fora por se acrescentar mais do que estava na traça antiga, que os

talhamares fossem mais largos , todos de cantaria , não sendo dantes mais que as quinas delles e o arco may assi o anel como a volta toda de cantaria, e este lança fizera João

Gonçalves , da Comarca da Torre de Moncorvo, a quem a obra foi arrematada ey por bem e me praz que pollos apontamentos que se fizerão da dita obra pollos que mays acrescentou nelles o dito João Gonçalves , se faça e ponha em effeyto a obra da dita ponte , e se lancem mays para ella os ditos três mil reis , pollas comarcas de Coymbra, Esgueira, Guarda e Viseu e os nove mil pollas de Miranda , Moncorvo, Guimarães,Porto e Lamego a dita provisão.

Lisboa 02-09-1611 

Sousa Viterbo,dicion. dos Arquitectos Artigo João Gonçalves , e Memorias Arquiologicas do Distrito de Bragança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 − 11 =