Livro do tombo dos bens da igreja de Remondes de 21 de Junho de 1708

É sem dúvida um dos mais velhos livros existente de Remondes, onde se podem ver que já naquele temo havia pessoas que sabiam ler e escrever, embora não fossem muitas e pelos nomes se pode reescrever a história das famílias da nossa terra.

A ordem das famílias sempre em mudança e por isso é que no princípio de 1900 tudo era diferente, nomes que aqui aparecem e que eu consigo chegar até aos seus descendentes actuais e que foram perdendo a medida que se multiplicavam, embora hoje nada disso tenha valor apenas como historia.

Raymundo Martins que assina como Juiz da Igreja a sua descendência terminou por volta de 1850, quando um outro com o mesmo nome morreu sem filhos.

José Luiz Simão, seus descendentes devem ter casado fora porque não são encontrados em Remondes.

Pedro Rodrigues, tem ainda hoje descendentes por estas paragens.

José Alves tem ainda muitos descendentes, com o mesmo nome.

Francisco Gonçalves que teve muita descendência sendo a família dominante até 1850, hoje quase que não existe pessoas dessa família e o cura que penso ser Luiz do Espirito Santo desconhecendo se era da aldeia.

Um pouco de história da nossa terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

four + nine =