Pertenceu esta casa a João da Ressureição Martins ,

A casa dos Algosinho.

Poe volta de 1820, vieram para Remondes

a procura de uma vida melhor, um casal que dizem os antigos vieram trabalhar como pastores, por volta de 1820, Martinho Marcos e sua mulher Maria Lopes, ambos naturais de Algosinho, Bemposta.

Aos 04-04-1857, casou na igreja paroquial de Remondes António Francisco Marcos, filho de Martinho Marcos e Maria Lopes, natural de Remondes e dono da casa que depois se chamou casa do Algosinho. Casou em Remondes com Ana Luiza Martins Variz, natural de Remondes filha legítima de Marcelino José Martins e Jerónima da Conceição.  Tiveram um filho que nasceu em Remondes em 1857 e casou nesta freguesia com Carolina Amalia Rigó natural de Saldonha e moradora desde os dois anos em Linhares Soutelo, filha legítima de João Manuel Pereira Rigó, natural de Saldonha e Cândida Inocência Rocha natural de Peredo de Macedo de Cavaleiros.

Era uma grande casa, que como existe hoje foi mandada fazer por volta de 1900 como o prova uma data que esta escrita numa das pedras da escada 1904.

Aqui nasceram muitos filhos e cada um foi para seu lado, segundo penso só um dos que cresceram morreu em Remondes foi o terrível assim se intitulava ele, os outros ou casaram fora da aldeia ou foram emigrados para o Brasil., hoje esta quase extinta esta família.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

4 × two =